sexta-feira, 4 de agosto de 2017

CHAPÔ, um delírio urbano - curta gay - assista aqui!


Chapeuzinho Vermelho agora é Chapô. 
E a floresta, repleta de uma fauna delirante, 
é o Centro de São Paulo.




Longe de ter a pretensão de A Garota da Capa Vermelha, que em minha opinião é bem fraco, o curta é direto e objetivo, sem precisar dar voltas. O autor mostra aonde quer chegar com um enredo direto. Chapô (Rodolfo Valente) é aquele adolescente urbano, rebelde, que não aceita as relações instantâneas da mãe e que não vê a hora de sair de casa. Como a relação se torna insuportável ele busca uma maneira alternativa de ganhar dinheiro e sair de casa. O enredo pode parecer um pouco vazio? Sim, mas é o suficiente para a história do curta. A atuação de Rodolfo não é nada de espetacular, mas o papel encaixa nele perfeitamente e não há melhor lugar para contar essa história do que na cidade que nunca dorme. - crítica de Duílio Lima para Os Entendidos