sábado, 11 de novembro de 2017

O restaurante canadense que é administrado por funcionários HIV positivos e tem como objetivo "esmagar o estigma"

Um grupo de chefs canadenses espera esmagar os equívocos sobre a transmissão do HIV, abrindo um restaurante pop com pratos executados inteiramente pelo pessoal infectado com o vírus.
Usando aventais impressos com mensagens como "Kiss the HIV + cook" e "Eu contrai HIV do macarrão, ninguém nunca disse isso”, os 14 cozinheiros HIV positivos atendem a clientes que pré-pagam para reservar suas mesas.
A ideia do restaurante veio em resposta a uma pesquisa realizada no mês passado, que descobriu que apenas metade dos canadenses comeria alimentos preparados por alguém com HIV.
Os ingressos foram vendidos em menos de duas semanas e, com uma demanda tão forte, outro restaurante administrado por funcionários HIV positivos pode estar em construção. "Nós gostaríamos de poder fazê-lo em lugares como Nova York, San Francisco e Londres.”
O menu apresenta itens como sopa de alho-poró de batata do norte da Tailândia e tiramisu de pão de gengibre.

Desde 2005, a incidência do HIV no Canadá parece estar diminuindo, de acordo com um relatório de 2015 da Agência de Saúde Pública do Canadá.
Em todo o mundo, desde o início da epidemia de HIV/aids na década de 1980, mais de 70 milhões de pessoas foram infectadas com o vírus do HIV e 35 milhões morreram, de acordo com a Organização Mundial da Saúde.

Fonte : The Telegraph